Jardim Sensorial

VISITA NO JARDIM MEDICINAL SENSORIAL COM O ACOMPANHAMENTO DE MONITORES COM DEFICIÊNCIA VISUAL

O Jardim Botânico Municipal de Bauru vem desenvolvendo desde 2012 uma atividade muito especial em seu jardim medicinal sensorial. A instituição oferece um programa de monitoramento com a participação de monitores com deficiência visual.

Esta atividade iniciou-se no ano de 2012, fruto de uma parceria entre o Jardim Botânico Municipal de Bauru, Associação Mulher Unimed de Bauru, Unimed Bauru, Prata Construtora e Lar Escola Santa Luzia para Cegos. Desde o seu início a atividade já recebeu 3274 alunos de escolas de Bauru e região dos mais variados níveis de ensino, além de projetos sociais.

SOBRE A MONITORIA

O programa consiste no acompanhamento de escolas agendadas em visitas direcionadas ao jardim medicinal sensorial. O acompanhamento é realizado por monitores com deficiência visual do Lar Escola Santa Luzia para Cegos, que guiam os alunos pelo jardim sensorial explicando sobre as características das plantas, curiosidades e potencial medicinal.

20140429_141156

Uma característica interessante da atividade é que os alunos conhecem o jardim sensorial com vendas nos olhos, ou seja, todos os participantes conhecem o local em condição de igualdade, sem enxergar. Os alunos são divididos em grupos e cada grupo tem um monitor líder, que passa todas as orientações, como: forma correta de caminhar sem a visão, como explorar as plantas de forma adequada, além das características e curiosidades dos vegetais. Todos são estimulados a explorarem os sentidos do tato, audição e olfato. Muitas plantas são facilmente identificadas pelo seu odor ou textura característica.

Ao final da monitoria os alunos aprendem a utilizar a bengala guia (instrumento utilizado pela pessoa com deficiência visual para caminhar com segurança), além de outras vivências como por exemplo aprender a guiar e ajudar a pessoa com deficiência visual. Depois é realizado um bate-papo, onde os monitores apresentam as causas da perda da visão e compartilham suas experiências com os alunos na superação das dificuldades do dia a dia. Os monitores também apresentam os trabalhos desenvolvidos e os cursos oferecidos no Lar Escola Santa Luzia.

DSC04265

DSC03731

É por meio das plantas, que esta importante parceria, promove a interação dos alunos com pessoas cegas e de baixa visão. As crianças em geral desconhecem o universo do deficiente visual e não sabem das dificuldades encontradas após a perda da visão.

Para os monitores, esta atividade é uma oportunidade de resgatar sua cidadania, sua autoestima e superação das dificuldades da perda da visão. Ao realizarem, o acompanhamento, os monitores se colocam na posição de professores e líderes do grupo, orientando as crianças, oferecendo informações, conteúdos e curiosidades sobre as plantas. A participação neste programa promove um grande desenvolvimento pessoal e intelectual. Todos os monitores que passaram pelo processo de treinamento e monitoria relatam este crescimento que visa a independência da pessoa com deficiência visual.

OS MONITORES E O TREINAMENTO

Os monitores são alunos do Lar Escola Santa Luzia para Cegos, uma instituição que oferece apoio à pessoa com deficiência visual preparando-a para tornar-se independente em suas atividades diárias. O preparo ocorre por meio de cursos e aulas oferecidos aos usuários, além de apoio por psicólogos, pedagogos, assistentes sociais, entre outros profissionais.

Os monitores receberam treinamento pela equipe de Educação Ambiental do Jardim Botânico, por meio de um material para estudos que inclui: uma audiodescrição do jardim sensorial e suas plantas; e uma maquete para reconhecimento e localização do piso tátil e das placas de identificação. Após os estudos teóricos, os monitores vieram ao Jardim Botânico realizar a prática e reconhecer as plantas do jardim sensorial.

estudo da maquete

O JARDIM MEDICINAL SENSORIAL

O Jardim Medicinal Sensorial foi criado a partir da reforma da praça de plantas medicinais, no ano de 2012 e recebeu todas as adaptações necessárias para permitir a acessibilidade. O local possui placas em braile, piso-tátil e canteiros elevados e numerados para permitir o fácil acesso às plantas. Toda esta estrutura e sua importância são apresentadas aos alunos durante as visitas monitoradas.

O jardim possui espécies naturais do Brasil, Europa e Mediterrâneo, conhecidas do público e comumente utilizadas como medicinais e na culinária. É importante ressaltar que os monitores não abordam a forma de utilização destas plantas como remédios. A abordagem didática é voltada a informações históricas, botânicas e ecológicas das plantas.

COMO PARTICIPAR DA ATIVIDADE

Os interessados em participar da atividade de monitoramento pelo Lar Escola Santa Luzia no jardim medicinal sensorial devem entrar em contato com a equipe de Educação Ambiental do Jardim Botânico Municipal de Bauru pelo telefone 3281-3358 ou pelo e-mail jbbauru@gmail.com

As monitorias são realizadas às quintas-feiras das 13h30 às 16h e dependem de agendamento.

Para conhecer o Lar Escola Santa Luzia e suas atividades entre em contato pelo e-mail larsantaluzia@hotmail.com