Visitação

Regras para uso do Jardim Botânico

A visitação pública ao Jardim Botânico se dará das 8h às 16h, ficando permitida a permanência de visitantes até às 16h30.

O acesso ao Jardim Botânico e a disponibilidade de vagas no estacionamento fica condicionado da seguinte maneira
I. Pelo portal de entrada, localizado no estacionamento do Parque Zoológico Municipal;
II. Pela disponibilidade de vagas no estacionamento;
III. Pessoas com necessidades especiais, mediante autorização de funcionários, poderão acessar vagas próximas à administração;
IV. O uso do estacionamento é permitido apenas para pessoas que venham visitar as dependências internas do Jardim Botânico, não sendo permitido o seu uso e a permanência para outras atividades;
V. É proibido o acesso por transporte de tração animal.

Consideram-se locais abertos à visitação pública
I. Coleções de plantas vivas (arboreto; orquídeas, bromélias, samambaias, plantas aquáticas e jardim medicinal sensorial);
II. Alagados construídos;
III. Praça central;
IV. Praça dos bambus;
V. Centro de visitação;
VI. Biblioteca (mediante solicitação à administração)
VII. Trilha ecológica.

Consideram–se locais restritos à visitação pública
I. Herbário e laboratório de botânica;
II. Laboratório de horticultura;
III. Viveiro de mudas;
IV. Auditório e oficina do Centro de Educação Ambiental;
V. Locais, delimitados por barreiras, dentro dos prédios das coleções;
VI. Trilhas de acesso à vigilância e pesquisa.

Do uso dos espaços para a realização de piqueniques
I. A área permitida para a realização de piqueniques compreende desde o gramado em frente à administração e ao Centro de Educação Ambiental até a proximidade da praça dos bambus;
II. Todo o lixo produzido no piquenique é de responsabilidade dos organizadores, os quais são responsáveis por destinar o lixo corretamente;
III. Restos de alimentos devem ser acondicionados em sacos plásticos para então serem destinados às lixeiras;
IV. Não é permitida a realização de piqueniques na praça dos bambus e na área destinada às coleções de plantas vivas (prédios e suas adjacências, lago de plantas aquáticas, praça central e jardim medicinal sensorial);
V. Piqueniques que envolvam grupos maiores que 15 pessoas devem ser previamente agendados e autorizados pela administração;

Regras para visitas de grupos organizados ao Jardim Botânico

O uso dos espaços para visitação de grupos monitorados, com acompanhamento de funcionários do Jardim Botânico, se dará da seguinte maneira
I. As visitas só poderão ocorrer mediante agendamento prévio, por telefone ou e-mail, com devido preenchimento de uma ficha padrão, salvo sob autorização do coordenador do Programa de Educação Ambiental ou direção do Jardim Botânico e de acordo com a disponibilidade de monitores para o período;
II. O horário de visitação de grupos monitorados é das 8h às 11h e das 13h30 às 16h.
III. Visitas monitoradas são possíveis aos sábados, domingos e feriados de acordo com a disponibilidade de monitores;
IV. Os responsáveis pelos grupos agendados devem respeitar o limite máximo de visitantes por período: 70 pessoas;
V. A caminhada na trilha só poderá ocorrer com o acompanhamento de um monitor do Jardim Botânico;
VI. As visitas monitoradas devem respeitar as regras gerais para uso e visitação no Jardim Botânico;
VII. O cancelamento de visitas deverá ser comunicado com pelo menos 24 horas de antecedência. O não comparecimento do grupo, sem aviso prévio, poderá acarretar o não agendamento em futuras solicitações;
VIII. O responsável pelo grupo deve fornecer todas as informações necessárias sobre os visitantes à Equipe de Educação Ambiental;
IX. O responsável pelo grupo deve fornecer todas as informações sobre as regras de conduta para os integrantes do grupo;
X. O grupo deve permanecer com o monitor enquanto estiver no Jardim Botânico;
XI. Grupos formados por menores de 12 anos devem ter um responsável para cada 15 pessoas;
XII. Os responsáveis devem contribuir com os monitores do Jardim Botânico na manutenção da ordem e disciplina do grupo.

O uso dos espaços para visitação, por grupos não monitorados, sem o acompanhamento de funcionários do Jardim Botânico, se dará da seguinte maneira
I. Grupos com 20 pessoas ou mais devem ser previamente agendados e autorizados;
II. Os grupos não monitorados devem ter no máximo 50 pessoas;
III. É necessário fazer um contato prévio com a administração do Jardim Botânico para realizar o agendamento do grupo, com o devido preenchimento de uma ficha padrão;
IV. O grupo deve dispor de um responsável pela visita para cada 25 pessoas, que deverá orientar o grupo sobre as regras gerais para uso e visitação no Jardim Botânico;
V. As atividades não devem interferir nos serviços da manutenção de rotina do Jardim Botânico, bem como nas atividades de Educação Ambiental e na visitação pública;
VIII. Não é permitida a entrada de grupos com mais de 20 pessoas na trilha ecológica. A capacidade de carga da trilha só permite a entrada de 20 pessoas por vez.
IX. Todos os interessados em utilizar o espaço para cursos, debates e palestras, que não estejam vinculados à programação do Jardim Botânico, SEMMA (Secretaria Municipal do Meio Ambiente) e Escola de Governo Municipal, devem realizar o agendamento prévio.
X. Não haverá agendamento nos dias de eventos musicais.

Regras específicas para uso dos espaços do Jardim Botânico
O uso do auditório do Centro de Educação Ambiental e seus equipamentos será permitido:
I. Apenas para palestras, cursos e eventos que envolvam uma temática ambiental, educacional ou científica, que sejam autorizados pela direção do Jardim Botânico e que estejam de acordo com os propósitos e objetivos do Jardim Botânico Municipal de Bauru e da Secretaria Municipal do Meio Ambiente de Bauru;
II. Desde que haja agendamento prévio;

O uso da sala de oficina do Centro de Educação Ambiental se restringe às mesmas regras de uso do Auditório do Centro de Educação Ambiental.

A biblioteca pode ser utilizada por visitantes, pesquisadores e professores. A consulta só poderá ser realizada mediante a autorização, não sendo permitido retirar material literário, sendo a consulta praticada na própria biblioteca do Jardim Botânico;

Nas coleções de plantas vivas e viveiro de mudas não é permitido
I. Ultrapassar as barreiras que delimitam o espaço de visitação dentro dos prédios das coleções, assim como subir nos canteiros do jardim medicinal sensorial, adentrar no lago de plantas aquáticas e no lago dos alagados construídos;
II. Pendurar qualquer material nas árvores, salvo sob autorização;
III. Entrar nos prédios das coleções com alimentos e bebidas;
IV. Fumar no interior das coleções;
V. Realizar empréstimos, permutas e doações de exemplares da coleção sem autorização da direção do Jardim Botânico;
VI. Entrar no viveiro de produção de mudas, salvo sob autorização da direção do Jardim Botânico;
VII. A retirada de mudas do viveiro sem autorização da direção do Jardim Botânico.

Na trilha ecológica não é permitido
I. Coletar qualquer material biológico animal ou vegetal, salvo com objetivo de pesquisa e com autorização da direção do Jardim Botânico;
II. Uso de instrumentos musicais e aparelhos eletroeletrônicos que produzam som alto;
III. Adentrar em outras trilhas que não seja a trilha principal, sinalizada com marcadores e placas. A utilização de outras trilhas só pode ser realizada para fiscalização e pesquisas autorizadas;
IV. Entrada de menores de 18 anos sem o acompanhamento de responsáveis maiores de 18 anos;
V. Deixar marcas nas árvores ou fixar qualquer objeto nas mesmas;
VI. Realizar corridas e competições esportivas;
VII. Adentrar com bicicletas e similares;
VIII. Fumar na trilha;
IX. Entrar com alimentos, suco, refrigerante e bebida alcoólica;
X. A entrada de grupos, com mais de 20 pessoas, sem o acompanhamento de um funcionário do Jardim Botânico. Grupos formados por crianças têm o limite reduzido para 10 pessoas (neste caso só poderão entrar com a presença de um responsável, maior de 18 anos);
XI. A realização de ensaios fotográficos e filmagens profissionais, que envolvam imagens de pessoas;
XII. Qualquer tipo de manifestação que perturbe o ambiente natural;
XIII. Subir em árvores, cipós e similares;

Sobre o uso do Herbário, Laboratório de Botânica e Laboratório de Horticultura
I. O uso destes espaços e seus equipamentos estão restritos apenas para os funcionários do Jardim Botânico/SEMMA, salvo autorização da direção;
II. Permutas, empréstimos e doações de exsicatas e duplicatas do herbário podem ocorrer mediante autorização da curadoria ou direção do Jardim Botânico.
III. A consulta do acervo do herbário é permitida mediante autorização e acompanhamento da curadoria;